Bem vindos ao meu blog!

Bem vindos ao meu blog!

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Blogagem Coletiva- Azul (Alice no País das Maravilhas)


Aproveitando a onda e moda do filme, Alice no País das Maravilhas... Minha blogagem coletiva, da cor azul, é em homenagem a cor do vestido de Alice.

Alice no País das Maravilhas

Alice no País das Maravilhas (título original em inglêsAlice's Adventures in Wonderland, frequentemente abreviado para "Alice in Wonderland") é a obra mais conhecida do professor de matemática inglês Charles Lutwidge Dodgson, sob o pseudónimo de Lewis Carroll, que a publicou a 4 de julho de1865, e uma das mais célebres do gênero literário nonsense ou do surrealismo, sendo considerada a obra clássica da literatura inglesa. O livro conta a história de uma menina chamada Alice que cai numa toca de coelho que a transporta para um lugar fantástico povoado por criaturas peculiares eantropomórficas, revelando uma lógica do absurdo característica dos sonhos. Este está repleto de alusões satíricas dirigidas tanto aos amigos como aos inimigos de Carrol, de paródias a poemas populares infantis ingleses ensinados no século XIX e também de referências linguísticas e matemáticas frequentemente através de enigmas que contribuíram para a sua popularidade. É assim uma obra de difícil interpretação pois contém dois livros num só texto: um para crianças e outro para adultos.
Este livro é uma continuação da obra do mesmo autor Alice do Outro Lado do Espelho, e ambos influenciam ainda diversos autores e filmes como A Liga Extraordinária, de Alan Moore e Sandman, de Neil Gaiman.

Origem

Retrato de Dodgson em 1863.
Retrato de Alice Liddell no Verão de 1858.
A 4 de 1862, durante um passeio de barco pelo rio TâmisaCharles Lutwidge Dodson, na companhia do seu amigo Robinson Duckworth, conta uma história de improviso para entreter as três irmãs Liddell (Lorina Charlotte, Edith Mary e Alice Pleasance Liddell). Eram filhas de Henry George Liddell, o vice-chanceler da Universidade de Oxford e decano da Igreja de Cristo, bem como director da escola de Westminster. A maior parte das aventuras foram baseadas e influenciadas em pessoas, situações e edifícios de Oxford e da Igreja de Cristo, por exemplo, o Buraco do Coelho (Rabbit Hole) simbolizava as escadas na parte de trás do salão principal na Igreja de Cristo. Acredita-se que uma escultura de um grifo e de um coelho presente na Catedral de Ripon, onde o pai de Carroll foi um membro, forneceu também inspiração para o conto..
Essa história imprevista deu origem, a 26 de Novembro de 1864, ao manuscrito de Alice Debaixo da Terra (título original Alice's Adventures Under Ground) com a finalidade de oferecer a Alice Pleasance Liddell a história transcrita para o papel.
Mais tarde, influenciado tanto pelos seus amigos como pelo seu mentor George MacDonald (também escritor de literatura infantil), decidiu publicar o livro e mudou a versão original, aumentando de 18 mil palavras para 35 mil, acrescentando notavelmente as cenas do Gato de Cheshire e do Chapeleiro Louco (ou Chapeleiro Maluco).
Deste modo, a 4 de Julho de 1865 (precisamente três anos após a viagem) a história de Dodgson foi publicada na forma como é conhecida hoje, com ilustrações deJohn Tenniel. Porém a tiragem inicial de dois mil exemplares foi removida das prateleiras devido a reclamações do ilustrador sobre a qualidade da impressão. A segunda tiragem, ostentando a data de 1866, ainda que tenha sido impressa em Dezembro de 1865, esgotou-se nas vendas rapidamente, tornando-se um grande sucesso, tendo sido lida por Oscar Wilde e pela rainha Vitória. Na vida do autor, o livro rendeu cerca de 180 mil cópias. Foi traduzida para mais de 125 línguas e só na língua inglesa teve mais de 100 edições.
Em 1998, a primeira impressão do livro (que fora rejeitada) foi leiloada por 1,5 milhão de dólares americanos.
Algumas impressões desta obra contêm tanto As Aventuras de Alice no País das Maravilhas, como também a sua sequência Alice no Outro Lado do Espelho.















Rozani

23 comentários:

marliborges disse...

Muito boa essa postagem Rozani! Interessantíssima. Ótima tua abordagem! Aprendi muita coisa por aqui, obrigada. Beijo azul

Chelle disse...

Oi Rozani!

Muito obrigada pela visitinha e comentário no meu post azul. Eu também sou totalemente notívaga (até já coloquei um post no meu blog sobre este assunto) mas quando se TEM que estar de pé 05:45 da manhã não há corpo que aguente firme o dia todo.
Mas sempre fui noturna, minhas coisas sempre faço na madrugada e acho que não tem momento melhor tanto de concentração como de inspiração.

Adorei teu post sobre o azul do vestido da Alice. Esta sempre foi minha história infantil(???) favorita. Estou louquinhaaaa pra ver no cinema.

Ganhaste nova seguidora por aqui.

Fico na espera por novidades! ;)

Bjão!
http://chelleschons.blogspot.com/

Violeta Nascimento disse...

Adorei a postagem de hoje...me ensinou muito..obrigada
beijos
vi

António Rosa disse...

Rozani

Você é uma cinéfila!! Eu também.

O seu post é excelente pela cultura, informação e criatividade.

Parabéns.

Abraço azul.

Françoise disse...

Olá minha querida,
Obrigada pela visitinha no meu blog. Amei seu post azul, sou professora e imagine....adoro histórias , contos de fadas e princesas...Aprendi bastante!
Bjos,
Françoise

Chica disse...

Ficou especial essa tua participação AZUL baseada na ALICE. Linda!beijos,tudo de bom,chica

Regina Coeli disse...

Oi Rozani,

Mas que AULA explêndida você nos apresentou com esta valiosa postagem da BLOGAGEM AZUL!!!!Acredito que a pequena ALICE não só descobriu o PAÍS DAS MARAVILHAS mas invadiu nossos corações...
Tantas cores, tantas traquinices, tantos personagens exóticos, mexeram com nossas cabeças de crianças e nos encantaram, não é mesmo??
Não conhecia muito sobre o autor e seu texto veio ensinar e esclarecer bastante!!!!
Agradeço por compartilhar conosco tantas informações!!!Muito bom!!!
Fico feliz em tê-la como SEGUIDORA.
Percebi que você gosta de pesquisar como eu, dai trazer postagens tão ricas para seu BLOG. Parabéns com louvor!!!
Um abraço carinhoso cá das Minas Gerais.

Mila Viegas disse...

Nossa, eu adoro este filme e não sabia dessas informações. Estou louca para assistir a versão do Tim Burton (adoro ele!).

Beijocas!

Eliane disse...

Bom dia Pequena Alice, muito obrigado por sua visita. Adorei ler sobre Alice no seu texto azul. Ela nunca foi minha grande paixão em criança. Precisei crescer e encontrar meu proprio pais das maravilhas para então entende-la e ama-la. Um beijo azul pra vc.

Bordados e Retalhos disse...

Lindo!Adorei o seu post, fiquei sabenmdo de muita coisa que não conhecia. Obrigada pela visita e pelas palavras carinhosas. Bjs

Jacinta Dantas disse...

Que bacana ler sua postagem. Gosto muito da proposta do filme - Alice, no País das maravilhas, mas confesso que não sabia de sua origem. Muito bom ter essa oportunidade.
Um abraço e obrigada pela presença lá no meu florescer. Volte sempre. Vou acompanhar o seu blog pois vou adicioná-lo na minha lista, certo?

Barbie Girl disse...

Oi querida!

Vim agradecer sua visita e dizer que gostei muito daqui.
E sua participação na blogagem coletiva merece muitas palmas, me fez recordar bons momentos da minha infância, onde sempre gostei da Alice.

Para iluminar seu cantinho trouxe um lindo verso;

"Um Deus infinito pode se dar inteiro a cada um de seus filhos.
Ele não se distribui de modo que cada um tenha uma parte,
mas a cada um ele se dá inteiro, tão integralmente
como se não houvesse outros."
-A.W.Tozer

beijos

Luma Rosa disse...

Tenho interesse especial pelo lado psicológico do autor, Lewis Carroll e o que realmente motivou a escrever essa história. Há depoimentos nebulosos sobre a sua vida! Mas a história em si é fantástica, imaginativa e nos transporta para o nosso lado lúdico! Beijuzinhos azuis pra você!!

Mara D'Almeida disse...

Olá Rozani,
Bom dia! Sua blogagem é bem inteligente e muito interessante!
è bom dividirmos experiências, conhecimentos e tudo mais. Obrigada pela visitinha. Abraços

Glorinha L de Lion disse...

Oi Ro, ontem tentei comentar aqui e não consegui, o velox tá uma droga, toda hora cai ou dá um problema pra comentar...mas seu post tá lindo viu? E bem atual! Gostei muito!
Viu, blog tb pode ser cultura né, embora nem todo mundo pense assim...
Bjinhos.

Junia Ansaloni disse...

Rozani, obrigada pela visita...Adorei o seu cantinho !!! Jà estou seguindo para mantermos contato !!! Bjim

Lu Souza Brito disse...

Olá Rozani,

Eu adorei seu post sobre a Alice. Esta história sempre me encantou, mas nao sabia muito da história do autor e de sua criação.
E as fotos estão lindas. Alice é uma das figuras da literatura infantil que mais me recordam a infancia em si!
Beijos e obrigada pela visita ao Lichia Doce. Seja bem vinda sempre!

La Maison en Wonderboom disse...

Hi Rozani,

Thank you for the story about Alice in Wonderland.

Have a nice week
Hermine

Fátima disse...

Olá Rozani, que gostoso receber você para comentar a blogagem azul, adorei.
Escolheu um tema interessante, aprendi muito a respeito, e como diz a amiga Glorinha, Blog também é cultura.
Parabéns.

Beijinho.

Tida disse...

Rozani, gostei muito do seu blog. Voltarei mais vezes, vou aprender muito aqui. Bjos.
Origada pela visita

CORAL ACESSÓRIOS FEMININOS disse...

adorei seu blog...ja estou te seguindo tbm rs...amo historia e naum poderia deixar de gostar tbm das historias de filmes...bjos

Leila Silvia Almeida disse...

Olá Rozani,
Adorei a visita no meu bloguito viu;menina adorei o texto.Beijocas
*Já estou te seguindo tb.

Maricota by Marianne disse...

Olá Rô, vim retribuir a visita e que surpresa quantas coisas da Alice que eu não sabia! E esse casaco azul, lindo de morrer!
Amei tuas palavras, já estou seguindo!
Bjks.